Home » Se diz Portugal, diz música e poësia

Se diz Portugal, diz música e poësia

Inspirado pelo link do meu cunhado (veja o blogue anterior), encontrei alguns artistas impressionantes. Completamente real, não aquele tipo de música plástica, ou pior: hip hop.

Hiphop não é música, mas barulho, e sempre idéntico – minha opinião

A única música de que gostei foi uma canção de LLCoolJ, e isso foi nos anos 80. Fora isso, acho que o hip-hop é um pouco como reggae – ouviu um, ouviu todos. Recentemente, encontrei por acaso de algo na net (reconhecem isso, suponho …) que meio que me desanimava bastante.
Um grande homem negro olhou intensamente para a câmera e igualmente intenso sussurrou ao microfone: “Wait until you see my dick, girl” e logo após uma foto de uma senhora mal vestida com a bunda convidativamente para cima, que foi gentilmente espancada por outra senhora mal vestida.

Parece ser um fenômeno bastante normal no mundo da música: a sexualização de quase tudo.

Não segui desenvolvimentos como esse, então …: desculpe, com licença??

Que me importa esse seu dick, senhor estranho, sinto muito, mas não conheço o senhor, e acho que isso está indo muito longe para um primeiro conhecido. Não é tão convidativo, diria eu.

O que achei convidativos foram os sons produzidos por Miguel Araújo e António Zambuja

Nomes poéticos que te deixam com ciúme, e suas habilidades na guitarra, ukulele e suas cordas vocais são algo que dá-te arrepios. O melhor de tudo é que se ouvir algumas canções ao vivo, poderá ouvir todo o público cantando junto. Do começo ao fim. Sem falhar uma palavra. Até o António e o Miguel ficam impressionados – embora seja um fenómeno que já experimentei muitas vezes.

Espétacular!

A melhor parte é: em termos de renovação, estou pronta para os trabalhos tranquilos

Pintar, limpar – todas aquelas coisas que não fazem barulho. Consegue ouvir música fazendo isso! Com pintura gosto de algo mais relaxado, mas demasiado (risco de ficar dormente), e na hora de limpar prefiro algo mais oscillante. Melhor também não demasiado, caso contrário, seria muito convidativo dançar ao redor em vez de limpar ao redor.

Na próxima semana tenho uma surpresa, principalmente para quem gosta das Termas. A remodelação está quase concluída. Segunda de manhã eu posso – se todos os deuses quiserem – fazer um vídeo do novo apartamento!

Então, com licença, estou indo. Eu diria: aproveite Miguel e António, e passe adiante também os seus favoritos!

Isso é muito apreciado.

1 thought on “Se diz Portugal, diz música e poësia”

  1. Pingback: Espectáculo de Orquestra Nacional de Jovens – concerto gratuito | Termas-da-Azenha

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.